Pages Navigation Menu

As ruínas históricas de Paricatuba receberão iluminação cênica

As ruínas históricas de Paricatuba receberão iluminação cênica

MANAUS – A tradicional iluminação cênica do projeto ‘Lugares que o dia não me deixa ver’, irá banhar uma das mais suntuosas obras arquitetônicas do Amazonas: as ruínas históricas da Vila de Paricatuba, localizada no município de Iranduba. Em sua terceira edição, é a primeira vez que o projeto irá além dos limites territoriais da capital amazonense e vai iluminar um patrimônio histórico nos arredores da metrópole manauara. A edificação que fica a aproximadamente 45 minutos de Manaus receberá o banho de luz nesta segunda-feira (8), no horário das 18h até as 22h.


Para o diretor-geral do projeto, o ator e bailarino João Fernandes, é nítido o quanto este entorno distribuído pelo resto do estado foi de grande importância para o surgimento de Manaus, a exemplo dos municípios de Barcelos, Itacoatiara, entre outros. ‘Sabemos o quanto as cidades do interior contribuíam para a história do Amazonas, onde muitas de suas arquiteturas se espalharam pelo Estado. Queremos despertar o olhar para o interior, enquanto preservação de seu patrimônio e restauro’, destaca Fernandes.

Na última edição a Praça da Matriz foi iluminada e recebeu espetáculo de balé. Foto: Ruth Jucá

Na última edição a Praça da Matriz foi iluminada e recebeu espetáculo de balé. Foto: Ruth Jucá

Ainda de acordo com o diretor, a inclusão do evento no calendário cultural da cidade é nítida. ‘Enxergamos com clareza a população tomando o projeto para si. E o mais importante é quando vemos as pessoas compartilhando as fotos, e nos acompanhando às segundas-feiras do mês de setembro para ver a iluminação. O ‘Lugares’ é observado pelo âmbito político e educacional de certa forma, uma vez que já fomos chamados para ministrar várias palestras sobre a temática depois disso. O projeto deu uma ‘sacudida’ nestes lugares já adormecidos para muitos’, coloca o ator.

A edição passada do projeto iluminou 15 lugares do Centro Histórico de Manaus, tanto com as luzes tradicionais quanto com as intervenções artísticas. Entre as fachadas iluminadas estiveram a Santa Casa de Misericórdia, que além das luzes recebeu uma mostra fotográfica do grupo ‘A Escrita da Luz’, o Palacete Nery, que recebeu também uma performance teatral, onde atores e atrizes trajavam indumentárias de época e o chafariz da Praça da Matriz, que foi decorado com uma performance de balé.

O Palacete Nery que além de receber a iluminação, também recebeu uma performance teatral, onde atores e atrizes trajavam indumentárias de época. Foto: Ruth Jucá

O Palacete Nery que além de receber a iluminação, também recebeu uma performance teatral, onde atores e atrizes trajavam indumentárias de época. Foto: Ruth Jucá

Nesta edição 20 lugares serão contemplados pelo projeto, em paralelo à iluminação cênica nas ruínas de Paricatuba, será exibido também o filme ‘O Auto da Compadecida’, além de prestar homenagem ao escritor Ariano Suassuna, falecido em julho deste ano. A ação tem como principal premissa despertar a atenção da população e autoridades para a preservação e revitalização do patrimônio histórico da cidade.

 

Via : Portal Amazônia e ACrítica

Leia também:

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *