DEZEMBRO, lugar comum | Casarão de Ideias
Pages Navigation Menu

DEZEMBRO, lugar comum

DEZEMBRO, lugar comum
Denni Sales
Em meio a tantos grupos de Teatro que surgem, talentos se renovam, talentos se limitam, talentos são revelados e toda a infinidade de acontecimentos de praxe do fazer teatral. Começo por aqui, por assim dizer, ressaltando a importância de iniciativas que reflitam e estimulem não apenas a produção de espetáculos, mas também a produção do pensamento, das ideias, das opiniões, da crítica.
O mês de dezembro sempre é um mês de acontecimentos muito óbvios: confraternizações, festas, amigo oculto, aquela pessoa que não falou com você durante o ano inteiro te desejando “boas festas” etc. Além de ser o mês em que produções com temática natalina pipocam nos teatros, arrecadando uma verdadeira “fortuna” de um público que parece acreditar que além disso não há vida inteligente na arte teatral. O público, aliás, parece se deliciar com tantas produções que pecam no mais básico do fazer teatral e se rendem a fórmulas bastante utilizadas e concepções clichês.
Dezembro parece ser o mês propício para ganhar dinheiro no teatro fazendo qualquer coisa, se aproveitando ao máximo do “espírito natalino” que envolve uma plateia. Que bom seria se esse momento fosse aproveitado para fisgar cada vez mais público para o nosso teatro em Manaus, mas infelizmente a maioria só volta mesmo no próximo ano, e no mês de dezembro.
Culpados? Talvez sim, talvez não…. Mas que é importante desde cedo estimular a criança com coisas construtivas e inteligentes, disso não abro mão. É raro em dezembro termos alguma produção em cartaz na cidade, claro que não só em dezembro, pois isso é uma verdade que começa desde o mês de janeiro e vai geralmente até chegar outubro, época de “efervescência” teatral em Manaus, por conta do Festival de Teatro que ainda contribui muito pouco no sentido artístico e cultural mas que é um verdadeiro “pai” para os bolsos de vários “artistas” que dão as caras nessa época. Não que ganhar dinheiro seja um mal, mas ganhar dinheiro por ganhar, antes um emprego do que usar o teatro apenas como um meio de sobrevivência, pois nisso tudo, a arte em si fica visivelmente em outro plano.
Por outro lado, ver essa realidade sendo modificada contribui para um novo olhar sobre a produção teatral em Manaus, uma vez que poucos são os grupos que insistem com temporadas, com pesquisa, com processos e que se comprometem acima de qualquer coisa (qualquer valor) com a qualidade de seu trabalho. O calendário cultural da cidade foi bastante movimentando, além dos eventos e festivais da secretaria de cultura, tivemos um ano produtivo na realização independente de eventos e festivais em relação a outros anos. Só pra citar alguns: Festival de Dança MOVA-SE, Virada Cultural, VAZIO – Festival de Performance, Até o Tucupi, Festival Breves Cenas de Teatro etc. Estou sendo injusto em não citar todos.
Através deste blog, este que vos escreve deseja vida longa ao pensamento. E um 2011 repleto de espetáculos!
Denni Sales é ator, diretor, dramaturgo e performer.

Contato:dennisales@hotmail.com

Leia também:

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *