Documentário “Ermanno Stradelli – O filho da Cobra Grande” será exibido no Largo São Sebastião | Casarão de Ideias
Pages Navigation Menu

Documentário “Ermanno Stradelli – O filho da Cobra Grande” será exibido no Largo São Sebastião

Documentário “Ermanno Stradelli – O filho da Cobra Grande” será exibido no Largo São Sebastião

Neste domingo, dia 20 de março, às 19h30, será exibido no telão do Tacacá da Gisela (Largo de São Sebastião, Centro), o documentário italiano “Ermanno Stradelli – O filho da Cobra Grande”. A exibição é aberta ao público em geral e dá início a uma série de homenagens pelos 90 anos da morte de Ermanno Stradelli (Itália, 1852-Manaus, Umirizal, 1926), que o Istituto Italiano di Cultura de São Paulo realiza ao longo de 2016, no âmbito do Ano da Itália na América Latina.

Stradelli, personagem extraordinário da ciência e da cultura do Amazonas e da Itália, abandonou a vida abastada e os privilégios da nobreza italiana para se embrenhar nas profundezas da Amazônia brasileira. Poeta, escritor, etnógrafo e fotógrafo, ele passou grande parte da vida estudando as civilizações ameríndias do Alto Rio Negro e do Rio Uaupés, sendo, até hoje, uma importante referência para os estudiosos de antropologia e de línguas indígenas.

Manaus, amada por Stradelli, foi a cidade onde o conde italiano se fixou em 1879, e foi o ponto de partida e de regresso de todas suas viagens de exploração, até o começo do século 20. É por esse motivo que a cidade será também a primeira parada das homenagens ao etnógrafo.

O documentário “Ermanno Stradelli – O filho da Cobra Grande”, de  Andrea Palladino, será projetado ao ar livre,  numa praça densa de história e memórias: o Largo de São Sebastião, em frente ao Teatro Amazonas, cuja primeira pedra foi posta justamente por Stradelli, representante, na época, da empresa italiana Rossi & Irmãos.

O filme, que conta com Paulo de Tarso, conhecido como Paulo Mamulengo, no papel do protagonista, recria de forma intimista e emocionante o olhar humanista de Stradelli sobre a Amazônia.

O mesmo filme será exibido mais tarde na Universidade de São Paulo (USP), na capital paulista. Nas palavras de Livia Raponi, vice-diretora do Istituto Italiano di Cultura de São Paulo, “Stradelli foi, junto com pequeno grupo de estudiosos, pioneiro e antecipador na atividade de registro e divulgação das línguas e das narrativas míticas indígenas, atuando como mediador cultural entre as civilizações ágrafas ameríndias e a Europa dos círculos literários e científicos”.

Livia também foi curadora da exposição “A Amazônia de Ermanno Stradelli: Rios, povos e lendas sob o olhar de um explorador italiano”, apresentada em 2013 em Manaus, no Centro Cultural Palácio Rio Negro, em parceria com a SEC, e em São Paulo e Roma. Segundo ela, embora seu trabalho científico e cultural não tenha tido o reconhecimento merecido, a memória dele continua viva entre os indígenas com que conviveu.

Como sequência das iniciativas dedicadas a Stradelli pelo Instituto Italiano, está previsto o lançamento de uma coletânea que reúne contribuições de pesquisadores brasileiros e italianos de vários âmbitos disciplinares sobre o etnógrafo, assim como uma ampla seção iconográfica que documenta sua produção de fotógrafo e cartógrafo.

Em parceria com a Sociedade Geográfica Italiana, será realizada também, a exposição fotográfica “Antigas e novas explorações”, que coloca em diálogo o registro fotográfico realizado por Stradelli no final do século 19,  com a produção de fotógrafos contemporâneos sobre a Amazônia.

Documentário “Ermanno Stradelli – O filho da Cobra Grande” será exibido no Largo São Sebastião

Documentário “Ermanno Stradelli – O filho da Cobra Grande” será exibido no Largo São Sebastião

Fonte: A Critica

Leia também:

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *