Segundo dia de ‘Lugares Que O Dia Não Me Deixa Ver’ destaca arquitetura e o turismo de Manaus | Casarão de Ideias
Pages Navigation Menu

Segundo dia de ‘Lugares Que O Dia Não Me Deixa Ver’ destaca arquitetura e o turismo de Manaus

Segundo dia de ‘Lugares Que O Dia Não Me Deixa Ver’ destaca arquitetura e o turismo de Manaus

Nesta segunda-feira (09) é a vez das iluminações serem as protagonistas do segundo dia da 2ª edição do projeto ‘Lugares Que O Dia Não Me Deixa Ver’, realizado pela Cia. De Ideias, em parceria com o Ponto de Cultura Casarão de Ideias. Neste dia, das 18h às 22h, três casarões antigos – localizados cada um respectivamente na Avenida Eduardo Ribeiro (em frente ao Ideal Clube), na Rua Ferreira Pena (esquina com a Monsenhor Coutinho) e na Avenida Epaminondas (ao lado do Laboratório de Análises Clínicas Dr. Costacurta) – receberão simultaneamente o banho de luz cênica.

A 2ª edição do projeto, que contou em seu primeiro dia (02) com uma mostra fotográfica do grupo ‘A Escrita da Luz’ em frente à Santa Casa de Misericórdia, terá em seu segundo dia apenas as luzes como único e principal elemento a cobrir o entorno dos casarões. Tudo porque o enfoque da segunda semana é chamar a atenção, exclusivamente, para cada lugar em específico, de acordo com João Fernandes, idealizador do projeto.

“Resolvemos trabalhar exclusivamente com a iluminação nesta semana porque agora é a vez de chamar a atenção, unicamente, para os lugares. Para que eles assumam o protagonismo. Semana passada abrimos espaço para a mostra fotográfica, nas próximas semanas, abriremos para a dança e o teatro. Mas nesta segunda (09) é dia de revisitar o sentimento de nostalgia, de ‘velar’ cada casarão, onde cada um é de suma importância para a história de Manaus”, pondera Fernandes.

Cada avenida situa-se próxima uma da outra, para incitar o passeio e facilitar o acesso da população aos três lugares, ressalta João. “Escolhemos os lugares para lidarmos com as diversas formas de andar e ver estes locais. Por isso, os casarões selecionados localizam-se em ruas paralelas às outras, o que acabará interligando o trajeto, levando cada pessoa a visitar os outros lugares. Alertando para, além da exaltação do patrimônio, para a arquitetura e para o turismo”, explica o organizador.

O ‘Lugares Que O Dia Não Me Deixa Ver’ acontecerá durante as segundas-feiras do mês de setembro (dias 02, 09, 16, 23 e 30), sempre a partir das 18h. O projeto, que ‘iluminou’ na edição passada apenas quatro lugares – entre eles o Relógio Municipal, o Complexo da Booth Line e o antigo Cabaret Chinelo – abrangerá nesta temporada 15 locais. Além dos casarões nas Avenidas Eduardo Ribeiro, Ferreira Pena e Epaminondas, as Praças da Matriz e Tenreiro Aranha, o Palacete Nery e o Porto de Manaus também serão iluminados.

Sobre o projeto

A ação tem como principal premissa despertar a atenção da população e autoridades para a preservação e revitalização do patrimônio histórico da cidade, por meio de técnicas de iluminação cênica – cujo efeito reaviva traços e formas de edifícios – e intervenções artísticas em frente às construções abandonadas e com valor histórico na capital amazonense. A 1ª edição do projeto foi realizada em 2012.

Serviço

O que é: Segundo dia do projeto ‘Lugares Que O Dia Não Me Deixa Ver’
Quando: Segunda-feira (09)
Onde: Avenida Eduardo Ribeiro (em frente ao Ideal Clube), Rua Ferreira Pena (esquina com a Monsenhor Coutinho) e na Avenida Epaminondas (ao lado do Laboratório de Análises Clínicas Dr. Costacurta)
Horário: Das 18h às 22h

 

Segundo dia de ‘Lugares Que O Dia Não Me Deixa Ver’ destaca arquitetura e o turismo de Manaus  Foto: Ruth Jucá

Segundo dia de ‘Lugares Que O Dia Não Me Deixa Ver’ destaca arquitetura e o turismo de Manaus
Foto: Ruth Jucá

Leia também:

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *